O testemunho do voluntariado da Mana Francisca

Crianças…

É muito comum encontrar crianças da 2ª classe que não conseguem identificar vogais. Os níveis de aprendizagem parecem ser muito diversos, mas também é comum encontrar crianças da 3ª ou 4ª classe que têm muita dificuldade ou não conseguem mesmo ler ou escrever – vários têm dificuldades em identificar simples ditongos. Os conhecimentos são em média, sem qualquer dúvida, muitíssimo baixos para os respetivos níveis de escolaridade.

Eventuais razões: Para além da qualidade do ensino nas escolas de Moçambique, tudo indica que a maioria destas crianças apenas passa a aprender português (falado) quando chega à escola. Mesmo aquelas que estão no pré-escolar apenas parecem ter um contacto superficial com a língua (músicas com palavras e letras memorizadas que para as crianças pouco significado parecem ter). Quando chegam à primeira classe estas crianças começam a ser ensinadas a escrever uma língua que não sabem falar.

E mesmo quando estão na primária o desenvolvimento do vocabulário parece ser claramente muito lento e limitado. A socialização até aos 5 anos no seio da família e outras pessoas próximas é quase exclusivamente em changana (sem TV, rádio, livros ou revistas). Sem saberem falar português dificilmente estas crianças conseguirão aprender a escrevê-lo ou quando o conseguem fazer já será tarde demais para alcançar uma boa literacia, depois, na vida adulta. Qualquer tentativa de associar letras a imagens e palavras é assim muito dificultada porque as crianças não têm um conhecimento médio minimamente razoável de vocabulário. Um exemplo: a Belarmina, uma aluna da 3ª classe, já identifica e escreve as vogais e ditongos.

Quando chega à altura de juntar palavras a Belarmina tem, contudo, muitas dificuldades pois não conhece um número razoável de palavras em português (por exemplo, vaca ou gato). As tentativas de conversas com estas crianças pautam-se por longos silêncios ou respostas monossilábicas de quem parece apenas responder “sim” a quase tudo o que é questionado. Em paralelo, muitas destas crianças, sobretudo as mais pequenas, não estão também minimamente habituadas a pegar e, consequentemente, usar um lápis ou uma caneta o que dificulta ainda mais a aprendizagem da escrita.      Mana Francisca

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s