Relatório da Machamba de S. Vicente de Paulo

Primeira fase da Implementaçãoo do Projecto

Julgamos nós que este seja um daqueles grandes e importantes projectos, daí que a sua implemetação tem que ser sustentável e produtiva.

Razão pela qual antes de distribuirmos as sementes por famílias que têm machamba, achámos melhor sermos nós a lançar o projecto piloto de cultivo, pois isto é muito importânte à medida em que estaremos mais abalisados na matéria de produção e produtividade.

Em relação à forma como implementamos este primeiro projecto da machamba em São Vicente Paulo, primeiro tivemos uma reunião com todos pais e encarregados de educação das crianças afim de apresentar este projecto e pedir que eles se empenhem. Três pais comprometeram-se em ser responsáveis pela machamba e os outros em vir ajudar pelo menos uma vez por semana (os pais estão organizados em escala). Ora até agora estamos felizes com o nível de aplicação e empenho dos pais neste projecto.

Importa referir que nesta primeira fase lançamos sementes de: alface, cebola, cenoura, pipino, melancia, mandioca e abóbora. A alface está pronta em duas semanas, a cenoura em dois meses e a cebola em três mêses… As crianças ajudam a fazer o trabalho leve da machamba, mas salvaguardando em primeiro lugar, os seus estudos e o seu tempo livre para brincarem e se divertirem.

Segunda fase da implementação do projecto A segunda fase consistiu em fazer um levantamento dos pais mais empenhados e que precisem de desenvolver o projecto da machamba. Estimamos apoiar 30 famílias, mas até agora só temos 13familias, pois como disse na primeira parte deste relatório temos que fazer uma implementação sustentável deste projecto. E como forma de ter o controlo mais profundo na ajuda de famílias lançámos cerca de 300g de cebola e 300g de alface, ora isto vai facilitar em grande medida o cálculo das quantidades que os pais precisam para colocar em suas machambas e, também, é uma forma de fazer a transferência de novas formas de cultivo (eles so aplicam a forma tradicional).

Para tal, pedi ajuda a um amigo que está a fazer o último ano de engenharia agrária e ele tem-nos dado uma boa acessoria.  Agora já começámos a distribuir estas variedades (alface e cebola) lancadas para os pais transplantarem em suas machambas e damos mais de acordo com o que eles precisam de sementes tais como: milho, couve e feijão. Como ainda estamos na fase inicial desta segunda fase do projecto, estimamos ter os resultados em três meses.

Mano Hilário Langa

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s