Mana Joana, pela primeira vez em Moçambique (testemunho)

Ainda não consegui digerir as últimas 24h por isso não esperem muito deste meu primeiro “relatório”. O dia começou cedo e a viagem correu bem e não foi tão longa como pensava – vim muito atenta e observadora o caminho todo. Duas coisas me impressionaram – 1) o número de crianças pequenas vs. o resto da população e 2) a quantidade de pessoas dispersas (a viver ou a passar) a cada 5km de N1. Claramente que subestimava ambos.  

O Mano Hilário recebeu-nos muito bem à chegada a Xai-Xai e seguimos para a Escolinha Flor da Infância. Chegámos por volta das 11h. A Vovó veio receber-nos e visitámos as 3 salas. Tivemos mais tempo na dos 3 anos logo à entrada. Ao inicio estavam muito envergonhados mas cantámos com eles e alguns sorriam para nós. Mas o highlight da visita para mim foi ver o bom aspecto (com sorrisos de alguns) das crianças e o momento em que gritavam com energia “estamos de muito boa saúde graças a Deus” :-)) Achei que eram muito bem comportadas para a idade e obedientes. Dois meninos da sala dos 5 anos contaram até 10 em voz alta para nós.   Sentámo-nos com a Vovó e ela contou como a escola foi criada e contou como era antes. Perguntei pelo mata bicho – leite 3 vezes por semana e papinha 2 vezes por semana – e almoço – que incluía várias coisas como arroz, verdura, feijão, galinha (1 vez por semana). Hoje tinha sido dia de papinha e arroz com verdura. Falámos de como o preço de vários produtos tinha subido, incluindo do arroz e do amendoim. Perguntei pela saúde das crianças e como faziam quando estavam doentes. Depois da conversa a Vóvó mostrou me a cozinha, casa de banho e o fogão.  

Ofereceram-nos almoço mas preferimos ir ver os miúdos a almoçar e fazer distribuição de rebuçados!! Este foi outro momento alto da visita para mim porque finalmente presenciei aquilo que vi tantas vezes em foto e por isso não me preocupei em tirar outras fotos. Os rebuçados foram bem recebidos e ainda sobraram para outra altura. Fiquei também muito impressionada com a Vóvó pela memória e energia dada a idade dela. Saímos da escola ao mesmo tempo que algumas crianças saiam para casa. Impressionou-me as que iam sozinhas mas gostei de ver os irmãos mais velhos (mas também pequenos) que esperavam por algum deles à entrada da escola.  

Da Escolinha Flor da Infância seguimos para o Centro de Informática do Mano Arnaldo. Foi muito simpático e recebeu-nos bem. Explicou como funcionava o centro e os cursos em concreto. Disse que este ano tinha mais concorrência que no ano passado e apresentou-nos o assistente Francisco. O centro está bem montado e parece funcionar. Amanhã vamos para Chokwe!”  

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s