"Mano Alberto, a Piedade faleceu"

Foi com uma voz trémula que a Irmã Isaura me ligou na passada 5ª-feira para me anunciar tão madrasta notícia. A Piedade tinha falecido. A Piedade tinha apenas 3 anos. Desde a sua nascença tinha sido uma criança de batalhas… era seropositiva e desde tenra idade mantinha uma luta constante com essa malvada, a SIDA. Todos os meses ia à consulta no Hospital do Carmelo, em Chókwè. Depois de receber os resultados das últimas análises foi-lhe dada ordem para ser internada com a máxima urgência. Foi a sua última batalha. Infelizmente perdeu a guerra…   No caminho do Chókwè ao orfanato (cerca de 30 quilómetros) tudo me passou pela cabeça. “Deus existe?!”, “Porque fez isto?!” Mas, pensando racionalmente, sem lágrimas a atrapalhar a razão, tudo isto faz parte da nossa vida. E em África, morte de crianças é uma coisa chocantemente comum.

Quando cheguei ao orfanato o clima estava pesado. Só havia uma coisa que quebrava esta escuridão: as crianças. Os mais pequenitos não se estavam a aperceber da situação e continuavam a brincar como se nada fosse. Rapidamente se aglomerou um número impressionante de pessoas! A aldeia estava presente. Homens e mulheres reunidos para relembrar a Piedade. Na manhã seguinte, de novo toda a aldeia se reuniu para o funeral da Piedade. Numa cerimónia muito longa (começou às 9 da manhã e terminou já depois do meio-dia), todos nós acenamos o nosso último adeus à pequena Piedade. Toda a cerimónia foi conduzida em Changana, o que limitou a compreensão do que se estava a dizer. Muitos cânticos transportaram a Piedade no seu pequenino caixão branco coberto de mil e uma flores que todos os meninos do orfanato tinham recolhido. Na cerimónia, muito idêntica às cerimónias fúnebres em Portugal, podia-se ver a tristeza das crianças.

A Piedade era uma irmã para eles.   Hoje, tudo parece melhor! O sol brilha lá no alto e todos têm um semblante muito menos carregado. No orfanato, o riso e os gritos das crianças ecoam novamente. A vida continua… a vida tem de continuar!   Em memória de Piedade da Encarnação

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s